Relação entre Leptina e Grelina com Obesidade e Compulsão alimentar

Dois dos hormónios que o nosso corpo produz estão ligados a sensação de fome e saciedade, a Leptina e Grelina.

Vamos entender um pouquinho mais como funcionam estes dois hormônios nesse post.

Alguns estudos recentes têm demonstrado a relação do tecido adiposo e a produção de hormônios, em especial os hormônios leptina e grelina, que regulam o metabolismo, e por fim ao controle do apetite e da obesidade.

A grelina é o hormônio que aumenta o apetite.

Este hormônio é contrabalançado com a leptina, o hormônio da saciedade.

Leptina e Grelina

Leptina e Grelina

Grelina

Grelina, também conhecida como o “hormônio da fome”, é um hormônio produzido especialmente pelas células do estomago. Ele também atua no hipotálamo e tem a função de estimular o apetite, além de estimular a liberação do hormônio do crescimento (GH) e controlar o balanço energético.

Pesquisas em roedores mostraram que a ingestão alimentar foi incentivada pela elevada concentração de grelina, o que levou à obesidade justamente devido a esse aumento na ingestão alimentar.

Estudos mostraram também que após ingerir alimentos, a concentração de grelina não diminuiu em obesos, causando um aumento do consumo alimentar.

Leptina

Leptina (do grego leptos = magro) é um hormônio produzido pelas células adiposas que age no sistema nervoso central. Indivíduos com mais tecido gorduroso produzem mais Leptina, e os que não a produzem (por alguma falha genética) são, normalmente, obesos.

Tem funções como diminuir o apetite, aumentar a saciedade, aumentar o gasto energético, regular a função neuroendócrina e atuar no metabolismo da glicose e lipídeos.

Apesar de em obesos existir uma alta concentração de leptina, esses indivíduos ainda têm um grande apetite. Isso acontece porque a maioria das pessoas com obesidade apresenta resistência à leptina graças a menor quantidade de receptores desse hormônio no sistema nervoso central, assim sendo, as células do hipotálamo não recebem os sinais da leptina para reduzir a alimentação.

Exames

Mesmo após o médico solicitar a dosagem desses hormônios e iniciar estratégias para regularizá-los, as pessoas podem ter dificuldade de redução de peso, caso as mudanças no estilo de vida não ocorram, como hábitos alimentares saudáveis e prática constante de atividades físicas.

Mais uma razão para controlarmos o nosso peso e procurarmos um profissional para termos uma alimentação balanceada, adequada à nossa necessidade. Cada um tem o seu biotipo, genética e seu estilo de vida. E existe sempre uma solução adequada a cada caso.

Leptina e Grelina

 


Bem fracoRuimLegalMuito bomExcelente
0 votos, média: 0,00
Loading...