História Completa do Mr. Olympia

Conheça a história e criação deste grande show chamado Mr. Olympia e suas curiosidades. No ano de 2016 o maior evento de fisiculturismo completa 51 anos. Veja nessa artigo além das lendas do fisiculturismo mundial como Arnold Schwarzenegger e Ronnie Coleman outras lendas que fizeram história nesse show.

O Mr Olympia é o nome do titulo dado ao campeão do evento  Joe Weider’s Olympia Fitness & Performance Weekend.

Desde o começo, em 1965, o Mr. Olympia já é considerado a maior competição de fisiculturismo do planeta.

Em 2016 ela está sendo preparada para acontecer de 15 a 18 de setembro em Las Vegas. [ Veja o post sobre o Mr Olympia 2016 ]

O começo

Nos anos 60 era difícil comparar quem era o melhor fisiculturista, e muito menos consagrar um “campeão overall”, naquela época pois haviam vários campeonatos como o: Mr América, Mr. Mundo e Mr. Universo. O vencedor de cada um deles se proclamava o maior e melhor fisiculturista do mundo.

Então, em 1963,‪ Larry Scott,‬ que era um fisiculturista que já tinha títulos como Mr. América, Mr. Mundo e Mr. Universo e já tinha a casa cheia de troféus e medalhas sentia que era tempo de deixar o bodybuilding e ir para outro ramo profissional.

Então em uma noite os amigos Joe Weider e Larry Scott saíram para ir em um bar beber Larry Scott confessou sua decisão de que iria deixar o esporte.

Após isso, Joe reconheceu que era preciso resolver esta questão de quem era o melhor fisiculturista, mas também dar a chance de talentos como Scott defender seu trono enquanto fossem capazes.

Assim nasceu o Olympia. E a ideia para o nome do evento veio de forma inusitada, alguém sabe?

O nome do título “Mr Olympia” surgiu da cerveja que eles estavam tomando no bar naquele momento, que se chamava… Olympia.

O espetáculo começou no dia 18 de setembro de 1965. Na Academia de Música do Brooklin, uma multidão aguardava vibrando.

Larry Scott

Larry Scott posicionou-se abaixo das lâmpadas de âmbar, para disputar o Mr. Olympia de forma que seus deltóides, bíceps, seus peitorais e seus trapézios eram luzes e sombras que formavam, um efeito especial que parecia instantaneamente adicionar novas polegadas incríveis para sua apresentação. Então, ele começou a fazer uma série de poses que mostravam Larry Scott como um mostruário de carnes nobres como nunca se tinha visto antes a imaginação humana. “Grande Scott”. Em 1965 e em 1966 este homem foi incrível, vencendo os dois primeiros concursos de Mr. Olympia em Nova York, quando anunciou sua retirada, deixando a coroa para seu sucessor.

Sérgio Oliva


Em 1967Sérgio Oliva venceu a terceira edição do Mr. Olympia em magnífica forma. As pessoas admiravam-se como Sergio conseguia ser tão grande, musculoso e definido, mas ele ficou ainda melhor em 1968, quando venceu o Mr. Olympia pela segunda vez e parecia que não teria oponentes à sua altura.

Entretanto, o maior desafiante de Sérgio aguardava o momento certo, e em 1969, começou uma grande rivalidade na história do bodybuilding. Sérgio Oliva foi desafiado por um jovem austríaco chamado Arnold Schwarzenegger.

Travada a batalha, Sergio venceu e foi o Mr. Olympia por três anos consecutivos, mas Arnold prometeu que Sérgio não o venceria nunca mais.

Arnold Schwarzenegger

Ambos treinaram duro para o ano seguinte, e em setembro de 1970 Arnold Schwarzenegger deixou Sérgio em 2º lugar, tornando-se o terceiro detentor do título e prometendo que o manteria e que nunca mais seria derrotado.

Arnold Schwarzenegger obteve o título em 1971, sem dificuldades. Pela primeira vez o espetáculo foi realizado fora de Nova York. O Mr. Olympia foi em Paris, no mesmo dia em que o Mr. Universo, da NABBA, acontecia em Londres.

Em 1972, o Mr. Olympia foi em Essen, na Alemanha, onde aconteceu outra batalha memorável entre Sérgio e Arnold. Ainda hoje, quase 30 anos depois, permanece a dúvida sobre quem deveria vencer. A decisão foi tomada por sete árbitros e, por 4 votos a 3, Arnold manteve o título.

Em 1973 a competição voltou para Nova York, que viu Arnold receber o troféu do Mr. Olympia pelo 4º ano consecutivo, com uma vitória sobre Franco Columbu e Serge Nubret. A maioria dos presentes achou que foi uma vitória fácil.

Em 1974 o espetáculo teve lugar em Nova York, no Madison Square Garden. Arnold mais uma vez dominou e levou o título pela quinta vez, mas havia rumores que Arnold pensava em se retirar das competições.

O Mr. Olympia realizou-se na África do Sul em 1975, e foi o primeiro a ser totalmente filmado. Pessoas próximas sentiam que a única razão para Arnold competir naquele ano era porque o evento seria totalmente filmado e isto possivelmente o ajudaria em sua nova careira no cinema. Arnold venceu pela sexta vez e imediatamente anunciou sua retirada.

Franco Columbu

Em 1976 Mr. Olympia foi realizado em Columbus, Ohio. Franco Columbu finalmente conquistou o tão sonhado título que vinha tentando conseguir por mais de 5 anos. Claro que não foi uma vitória fácil, pois ele ganhou nada mais nada menos que de Frank Zane por um mínimo. Após a competição, Franco Columbu anunciou sua retirada, enquanto Zane começava a treinar para o ano seguinte.

Frank Zane


Em 1977 parecia ser o ano de Frank Zane, e foi provado que era, Zane foi o campeão e conquistou seu primeiro Olympia.

Como uma reprise, o Mr. Olympia de 1978 foi em Columbus novamente e Frank Zane manteve o título. Ele provou que o vencedor do Mr. Olympia não tem que ser necessariamente grande, pois o que vence é a qualidade.

Em 1979 Frank Zane ganhou pela terceira vez. Seguiria ele o recorde de Arnold, vencendo 6 vezes consecutivas?

Frank Zane parecia ser imbatível, mas 1980 provaria ser o Olympia mais controverso da história.

Arnold volta a vencer em 1980

Em 1980 a competição foi na Austrália. O número de competidores foi o maior até então registrado, mas também marcou o retorno de alguém que fez a história.

Muitos viram Arnold treinando várias semanas antes do Mr. Olympia, mas a maioria pensou que era para uma filmagem. Quando ele embarcou no mesmo vôo dos outros competidores para a Austrália, pensaram que faria os comentários para a TV.

Até mesmo no encontro dos participantes, imaginaram que ele estava lá integrando o time de dirigentes da IFBB. Só quando seu nome foi anunciado e ele escolheu seu número, é que ficou claro que ele iria competir.

Arnold Schwarzenegger venceu o título de Mr. Olympia pela sétima vez em 1980.

Franco Columbu aproveita em 1981

Em 1981, Arnold promoveu o evento com Jim Lorimes mais uma vez, em Columbus. Franco Columbu sabendo que Arnold não participaria novamente decide voltar ao palco para tentar vencer o campeonato, e gloriosamente obteve êxito numa competição apertada, vencendo o Mr. Olympia pela 2ª vez.

Cris Dickerson

Em 1982, Londres hospedou o show pela primeira vez. O Vencedor foi Chris Dickerson. Dickerson construiu um físico denso e simétrico. Seu estilo de pose era dramático. Dickerson competiu várias vezes no Mr. Olympia e ficou em quarto lugar em sua última participação no fisiculturismo, especificamente no Mr. Olympia em 1994.

Samir Bannout

O evento retornou à Alemanha em 1983, sendo vencedor o “Leão do Líbano”, Samir Bannout. Ele superou oponentes fortíssimos como Mohamed Makkawy, do Egito, e o recém chegado Lee Haney, dos Estados Unidos. Samir tinha qualidades para ser um campeão dominante, mas ninguém previa a determinação de Haney para os próximos anos.

Lee Haney

Em 1984 o espetáculo foi mais uma vez em Nova York, onde aconteceu o recorde de público nas finais (5000), nas prévias (4000), e o maior prêmio em dinheiro até aquela época (US$ 100.000). O Vencedor do título foi Lee Haney. Ele era grande, compacto e cortado, portanto, ele era imbatível.

Em 1985, o Olympia foi na Bélgica. Lee Haney dominou de novo, vencendo seus oponentes Albert Beckles e Rich Gaspari. Agora eram dois desafiantes.
Muita gente acha que a apresentação de Lee Haney em 1986, em Columbus, tenha sido a maior de suas participações em qualquer tempo. Lee Haney recebeu seu prêmio pela terceira vez e começou a sinalizar que alcançaria o Recorde de Arnold.

Em 1987, o evento do Olympia foi realizado na Suécia, mas o campeão foi o mesmo. Lee Haneyapresentava-se muito superior aos demais e venceu pela quarta vez. O recorde de Arnold estava se aproximando e Haney tinha esperança e superá-lo.

Já em 1988, Los Angeles é a sede do Olympia. O anfiteatro Universal estava tomado por 6000 espectadores vindos para ver se Haney continuaria em seu propósito de ser o maior Mr. Olympia de todos os tempos. Lee Haney mais uma vez venceu fácil, completando cinco vitórias consecutivas. Pela terceira vez, Rich Gaspari ficou em segundo.

No ano seguinte, em 1989, o campeonato foi realizado em Rimini, Itália, na bela costa Adriática. Esta provou ser a competição mais dura que Haney teve que enfrentar, contra oponentes como Lee Labrada e Vince Taylor. Pela primeira vez,  o público duvidou do domínio de Lee Haney e muitos disseram que ele ficou muito feliz por ter conseguido vencer. Mas venceu, conseguindo igualar ao recorde de Arnold, com 6 títulos consecutivos.

Em 1990, 4.400 pessoas lotavam o Teatro Arie Crown, em Chicago. O prêmio de US$ 200.000 era o maior já oferecido pelo Mr. Olympia e Lee Haney tentaria sua sétima conquista. Se 1989 foi difícil para Haney, 1990 foi o ano em que ele quase perdeu. Depois de dois rounds ele perdia por 2 pontos, mas recobrou a diferença nas poses e no posedown, onde superou Lee Labrada e Shawn Ray. Agora Lee Haney tinha 7 títulos Olympia!

Orlando, na Flórida, foi a sede do Mr. Olympia em 1991. Haney estava tentando o oitava título, mas pela primeira vez enfrentaria um homem com a mesma altura (1,79 m) e o mesmo peso (111,12 kg), este era a “Fera Britânica”, Dorian Yates. Quatro pontos os separavam depois do segundo, mas Lee Haney ficou na frente nas etapas 3 e 4, conquistando seu oitavo Mr. Olympia consecutivo.

Um novo Mr. Olympia foi consagrado, dando início a  uma nova era de fisiculturistas super massivos.

Dorian Yates

Em 1992 o Mr. Olympia deslocou-se para Helsinki, na Finlândia. Um novo Mr. Olympia seria consagrado naquele ano, porque Lee Haney decidira retirar-se após o recorde de 8 vitórias consecutivas. A disputa no primeiro round foi entre o Campeão/91 dos Estados Unidos, Kevin Levrone, e o concorrente ao Olympia, Dorian Yates, mas logo Yates se firmou como o melhor e venceu sem deixar dúvidas.

Uma nova força despontou neste ano: Ronnie Coleman, que alcançaria o título seis anos depois.

Nada podia deter o estupendo Yates em 1993, em Atlanta, quando ele evoluíra para 116 quilos. Até seu concorrente Flex Wheeler o chamou de “intocável” e certamente Dorian Yates parecia visar um longo reinado, a exemplo dos outros grandes Mrs. Olympia.

No entanto, o atleta britânico teve um ano terrível em 1994. No mês de março, ele acidentou-se seriamente durante treinos. Ele foi se recuperando mas quando o Olympia estava a menos de 9 semanas, ele lesionou gravemente o bíceps do braço esquerdo. Mas nem este sofrimento afastou Dorian Yates do sonho do Olympia e ele chegou em Atlanta para levar seu terceiro troféu Sandown, mas dúvidas surgiram quanto à sua invencibilidade.

Se dúvidas surgiram, Dorian Yates as ignorou e retornou a Atlanta em 1995 para obter uma vitória justa, em plena forma com 120 quilos. Kevin Levrone ficou em segundo e um novo oponente poderoso despontou no horizonte do Olympia: Nasser El Sonbaty, pesando 122,46 quilos.

Nesta noite, os nove detentores do título estavam lá para homenagear o criador evento, Joe Weider. Em 1996, após 3 anos, o Olympia deixou Atlanta e foi realizado em Chicago. Dorian Yates, mais definido do que nunca, chegou à vitória, seguindo por Shawn Ray e Kevin Levrone. Foi a quinta dele e, como em 94, alguns achavam que ele não repetiria no ano seguinte.

1997, Long Beach é a sede do Mr. Olympia com prêmios no total de US$ 285.000,00 sendo US$ 110.000,00 para o vencedor. Dorian Yates recebe seu sexto título e sai das competições, enquanto um grande número de jovens feras progride na disputa do Mr. Olympia para o próximo ano.

Ronnie Coleman

Em 1998, a IFBB trouxe o Mr. Olympia para uma das melhores arenas esportivas do mundo, o Madison Square Garden (Nova York). Com uma multidão de 5600 espectadores esperando para ver um novo Mr. Olympia campeão.  Dorian Yates havia se retirado deixando caminho para um novo campeão. A multidão estava animada para conhecer o próximo homem a receber o troféu Sundown. O nome de Ronnie Coleman já estava sendo ventilado nos anos anteriores como um futuro vencedor. E naquele ano não deu outra, Ronnie Coleman arrebata o título de Mr. Olympia e o mantém por 8 anos igualando ao Record de Lee Haney. Ronnie Coleman reinou nos anos seguintes repetindo a vitória em 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004 e 2005, Coleman era imbatível(todos os campeonatos em Las Vegas)

Jay Cutler

O Mr. Olympia 2006 (Las Vegas, Nevada, Arena Orleans) entrou para a história como um dos mais esperados e debatidos shows musculação de todos os tempos. Na véspera do campeonato, muitos estavam prevendo uma vitória para grande Ronnie Coleman, que se prepara para a sua nona vitória histórica, ele tentaria estabelecer um novo Recorde de conquistas ultrapassando Lee Haney.

Novos conceitos se estabeleceram para se colocar no topo o novo campeão.  Aqueles que apresentaram a combinação ideal de massa muscular e estética e definição foram justamente recompensados por seus esforços. Novos nomes apareceram entre os primeiros colocados, Victor Martinez, Jackson Dexter e Anthony Melvin. Mas nada pode superar o conjunto espetacular de Jay Cutler, que frustrou o sonho de Ronnie Coleman. Cutler se apresentou com 118 quilos de músculos extremamente definidos em um corpo simétrico de 1,75 m.

Em 2007 (Las Vegas, Nevada, Arena Orleans), Jay Cutler repete sua vitória e chega mais volumoso e definido ao máximo. Com 120 quilos, sua vitória não foi contestada, e não houve quem o ameaçasse. Ficou em 2º lugar Victor Martinez, em 3º Dexter Jackson e Coleman  cai para a 4ª posição, o que resulta na sua saída dos palcos do Mr. Olympia.

Dexter Jackson

O Mr. Olympia 2008 (Las Vegas, Nevada, Arena Orleans), foi um choque e uma surpresa, para dizer o mínimo. Após décadas a IFBB decidiu atribuir o título para o atleta que está na melhor forma, em vez de dar-lhe automaticamente para o campeão do ano anterior. Depois de 2 anos de Jay Cutler no topo ele é destronado, realmente Cutler não estava em sua melhor forma, pois havia dedicado todo o ano em treinar e corrigir seus pontos fracos sem se preocupar com o todo, e Dexter Jackson estava tão definido que seu apelido ficou sendo “A LÂMINA”,  rasgado no último grau, com 1,70 m, e 97 quilos. Dexter Jackson se torna o novo Mr. Olympia.

Jay Cutler volta para campeão novamente

Em 2009 (Las Vegas, Nevada, Arena Orleans), Jay Cutler fez história no Mr. Olympia história, quando ele derrotou Branch Warren 2º e Dexter Jackson, que caiu para a 3ª posição,  para se tornar o único homem que depois de perder o título o recupera novamente. Jay Cutler se preparou arduamente para o concurso e levou seu treinamento muito a sério naquele ano, e todos notavam que já no palco ele queria seu título de volta. Houve quem dissesse que Cutler venceu por estar em sua cidade natal, mas na verdade Jay Cutler apareceu no palco com 122 quilos e massa muscular em alto grau de definição.

Em 2010 (Las Vegas, Nevada, Arena Orleans), o Mr. Olympia foi sem dúvida a competição de fisiculturismo mais disputado de todos os tempos. Indo para as finais que pareciam que Jay Cutler poderia perder o seu título. Phil Heath estava à beira de entrar para a história e competia de igual para igual com Jay. Branch Warren que se classificou em 2º no ano anterior também estava bem preparado, Dexter Jackson tentava recuperar seu título, Dexter era “A LÂMINA”, e estava mais rasgado ainda. Mas Jay Cutler veio ainda mais volumoso com 124 quilos de músculos definidos e simétricos. Conquistando seu 4º campeonato.

Phil Heath

Phil Heath Em 2011 (Las Vegas, Nevada, Arena Orleans), Jay Cutler, 2 meses antes de começar o evento era o favorito. Mas uma lesão no bíceps esquerdo diminuiu seu ritmo de treino, e no dia do campeonato era notado por todos a mancha roxa que estava no seu bíceps. Kai Greene fez um ótimo trabalho, estava com um shape incrível e terminou em terceiro.  Phil Heath estava com braços enormes, sua simetria praticamente perfeita. Finalmente Phil ganhou seu primeiro  Mr. Olympia. Phil estava impecável, não havia possibilidade de perder.

Em 2012 (Las Vegas, Nevada, Arena Orleans), Phil Heath não esperava que a batalha do Olympia fosse tão dura. Seu maior adversário neste evento foi Kai Greene, que veio muito bem preparado. A diferença foi muito pequena e Phil Heath chega ao seu segundo titulo de Mr. Olympia. Neste campeonato Phil Heath não estava em tão boa forma física como no ano 2011, mas venceu porque estava mais equilibrado nos grupos musculares. As costas de Kai Green estavam fantásticas.

Fotos Históricas

Vencedores por número de vitórias

Vitórias Nomes Anos
8 Flag of the United States.svg Lee Haney 1984-1991
Flag of the United States.svg Ronnie Coleman 1998-2005
7 Flag of Austria.svg Arnold Schwarzenegger 1970-1975, 1980
6 Flag of the United Kingdom.svg Dorian Yates 1992-1997
5 Flag of the United States.svg Phil Heath 2011-2015
4 Flag of the United States.svg Jay Cutler 2006-2007, 2009-2010
3 Flag of Cuba.svg Sergio Oliva 1967-1969
Flag of the United States.svg Frank Zane 1977-1979
2 Flag of the United States.svg Larry Scott 1965-1966
Flag of Italy.svg Franco Columbu 1976, 1981
1 Flag of Lebanon.svg Samir Bannout 1983
Flag of the United States.svg Chris Dickerson 1982
Flag of the United States.svg Dexter Jackson 2008

Faça o QUIZ e veja o quanto você conhece do Mr. Olympia [ CLIQUE AQUI ]


Bem fracoRuimLegalMuito bomExcelente
1 votos, média: 5,00
Loading...

Veja também

Mickael Louvel é um fisiculturista e tem apenas um braço. Confira sua história!

Esta é a verdadeira motivação!! Mickael Louvel é um fisiculturista de 43 anos que perdeu …