Pico de contração facilita ganho de massa

Um aspecto que deve ser observado para que seu treinos sejam eficientes ao extremo: Intensidade. Se o seu treino é intenso, você terá resultados.

Mas essa intensidade pode vir de várias formas: cargas elevadas, repetições super lentas, número alto de repetições, técnicas avançadas como super set, rest pause, MTUT, entre outras…

Hoje vamos abordar umas dessas técnicas, chamada Pico de Contração.

Pico de Contração

O que é Pico de Contração muscular

O pico de contração consiste em sustentar o peso de forma estática, no ápice da contração muscular, seguramos o peso média 3 segundos e depois voltando pro ponto de partida do exercício.

No ponto máximo de contração de um músculo (final da fase concêntrica), é feita uma contração isométrica (estática) de 2 a 4 segundos (LEIGHTON, 1986).

Aplicamos a contração isométrica no pico fase concêntrica (após ‘empurrar ou puxar’ o peso utilizando a musculatura, então seguramos alguns segundos, e só então iniciar a fase excêntrica ou negativa (fase onde você resiste ao peso contra a gravidade) sem adotar uma postura de descanso.

Você já deve ter ouvido algum instrutor na academia falando para um aluno: “Segura, segura segura… Isso! Agora volta lentamente”.. Isso é o pico de contração!

Quem deve utilizar essa técnica?

Pessoas que estão em um platô de desenvolvimento e que precisam de variação de estímulos, este método de treino é extremamente eficiente. Isso porque a combinação destes dois tipos de contração muscular (dinâmica e isométrica), irá causar um desgaste maior nas fibras musculares e consequentemente, maior potencial para a hipertrofia.

Exemplo prático – Pico de Contração

Você está realizando o exercício para bíceps “Rosca Direta”, então comece com a barra na linha de cintura e aplique a força para levantar a barra até a altura do seu peito (fase concêntrica), depois disso você vai segurar a barra nessa posição por 3 segundos, e só então irá iniciar a decida da barra (fase excêntrica ou negativa), resistindo contra o peso até que ele chegue à sua linha de cintura de novo, onde irá iniciar mais uma repetição, fazendo todo este processo novamente.

Conclusão

O método de pico de contração é um método muito eficaz porém não pode ser usado como única fonte de treinamento, ele é interessante para alternar os estímulos do treino.

Você pode utilizar essa técnica em todas as séries e em todos os execícios, ou para facilitar, utilizar a técnica na última série de cada exercício do seu treinamento.

Essa técnica dificulta e muito a realização do exercício, levando a fadiga muito mais rápido, fazendo com que a intensidade do seu treino aumente, então, talvez seja prudente que você diminua um pouco a carga que está acostumado a usar em seus exercícios.

Esteja sempre atento com o que o seu corpo pede. Aprenda a escutá-lo.

E lembre-se: tenha sempre um profissional acompanhando os seus treinos, essa é a única maneira de obter bons resultados e evitar acidentes.

Bons treinos e boa dieta a todos!

Pico de contração – Exemplos em vídeo

Para demonstrar ainda melhor o método, logo abaixo alguns exemplo do pico de contração:

Explicação em Vídeo – Pico de Contração


Bem fracoRuimLegalMuito bomExcelente
0 votos, média: 0,00
Loading...

Veja também

7 tipos de treino para desenvolver novas áreas habilidades na musculação

Conheça os diferentes tipos de treino e suas finalidades, utilizando técnicas que vão desde drop-sets …