Melatonina – Recentes estudos revelam seu poder além do sono

A melatonina é um hormônio natural que tem sido recomendada para auxiliar pessoas a se acostumar a um novo fuso horário ou regular o relógio biológico. No entanto, a pesquisas também sugerem que este hormônio ajuda também na construção muscular, perda de gordura e desinflamação.

O hormônio melatonina é produzido na glândula pineal, localizada em nosso cérebro. Mas também é encontrada em plantas e outros vegetais e ao ser usado como suplemento, trabalha diretamente na melhoria do sono e estimulando uma maior disposição para atividades e treinos cotidianos.

A produção de melatonina ocorre principalmente a noite, de acordo com a incidência de luz e escuridão. Que conhecemos pelo nome de ritmo circadiano.

Pode-se dizer que é a melatonina quem avisa ao organismo que a noite já chegou e que é hora de descansar.

Graças a ela a digestão passa a ser mais lenta neste período. A temperatura corporal também diminui junto com a pressão sanguínea e assim ambos se mantém por toda a noite.

Neste artigo você entenderá como ela funciona, para que serve e quais são os seus maiores benefícios de consumo. Acompanhe!

Conheça a melatonina hormônio do sono que regula o relógio biológico

Melatonina: O que é?

A melatonina é um hormônio que atua diretamente no controle do sono e que tem inúmeros benefícios para o dia a dia das pessoas, graças aos processos fisiológicos em que atua.

Além de marcar o nosso relógio interno, o ritmo do sono, que é o ciclo biológico que se baseia num período completo de 24 horas, a melatonina também colabora  ao diminuir os processos de inflamação em nosso corpo.

Estudos com Melatonina

Recentemente, a melatonina ficou ainda mais cobiçada, pois o cientista Vladimir Dilman e sua equipe acrescentaram gotas de melatonina na água de ratos e observou-se que esses animais viveram 25% a mais do que o esperado.

E também tem outras pesquisas sendo feitas com a melatonina. O Dr Walter Pierpaoli, pesquisador na italiano, ao implantar uma nova glândula pineal em cobaias velhas obteve cerca de 30% a mais de longevidade nesses animais.

Uma pesquisa da universidade da Barcelona mostrou que em cobaias uma dose diária de melatonina + atividades físicas retardou a instalação do mal de Alzheimer, ao contrário de alguns calmantes benzodiazepínicos que podem acelerar a doença. Aqui no Brasil, Mario Peres (Universidade Federal de São Paulo) demonstrou a eficácia da Melatonina contra enxaquecas.

Melatonina pode ajudar as pessoas que sofrem com insônias, enxaquecas e outros males

Benefícios comprovados da Melatonina como suplemento

 

1. Trata os distúrbios de sono – O principal agente regularizador do sono, ideal para pessoas que sofrem de insônia, estão em viagens internacionais com fusos horários diferentes ou que precisam descansar durante o dia para trabalhar no período noturno.

Diferente do benzodiazepínico temazeplan que tem efeito mais rápido, porém produz um sono de menor qualidade, a melatonina não é prejudicial e pode ser utilizada até mesmo em dosagens mais concentradas sem causar qualquer risco à saúde.

2. Previne e combate o câncer – Sabe-se, graças a pesquisas médicas, que pessoas que trabalham a noite estão mais propensas a desenvolver o câncer e uma das possíveis relações disto está justamente na diminuição da produção da melatonina, que fica inibida nestas circunstâncias.

Outro ponto que foi observado é que a ingestão do suplemento, portanto, reduz consideravelmente o crescimento dos tumores e ameniza os efeitos colaterais comuns a quimioterapia.

3. Colabora com o tratamento de Parkinson – Um dos sintomas e reclamações mais frequentes entre os portadores de Parkinson é a insônia e por isso a melatonina passou a ser usada por esses pacientes, a fim de regularizar seus ciclos biológicos.

Pouco tempo depois a medicina concluiu que o hormônio também proporciona um tipo de tratamento que ameniza os demais sintomas desta doença como, por exemplo, os problemas motores e os terríveis tremores.

4. Alternativa para diminuir as enxaquecas – Os benefícios da melatonina também ajudam na prevenção das enxaquecas, já que o hormônio estimula as neurotransmissões e possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Segundo médicos do Albert Einstein, renomado hospital brasileiro, a ingestão de uma dose de 3 mg do hormônio alguns minutos antes de dormir, ajuda na prevenção das terríveis enxaquecas.

Como Tomar Melatonina?

Em torno de 3 mg de melatonina de 30 min a 1 hora antes de dormir para obter os benefícios.

Também é importante destacar que não é aconselhado um consumo maior que 5~10mg de melatonina, visto que ainda existem pesquisas em andamento sobre o hormônio.

Perguntas e respostas

Qual melhor hora para tomar Melatonina? O melhor horário para tomar o suplemento é por volta de 1 hora antes de dormir.

A melatonina ajuda no emagrecimento? – Apesar do estudo que relaciona a melatonina ao emagrecimento não estar ainda finalizado, é cada vez mais certa a contribuição deste hormônio para a perda de peso motivo, inclusive, que destaca que uma boa noite de sono colabora com esta queima calórica. Pessoas que dormem mal, tendem a engordar mais.

A melatonina contribui com os processos antienvelhecimento? – Inúmeras pesquisas têm apontado que algumas das propriedades da melatonina influenciam diretamente no antienvelhecimento. Acredita-se que o consumo neutraliza as ações oxidantes do tempo, retardando este processo comum aos homens.

A melatonina possui algum tipo de efeito colateral? – São poucas as pessoas que apresentam efeitos colaterais ao uso da melatonina como suplemento. Em geral, ela não apresenta riscos à saúde e é natural ao corpo. Ainda assim, a ingestão do hormônio em doses maiores e descontroladas podem vir a causar dor de cabeça, sonolência maior do que a esperada, irritabilidade e dores estomacais.


Bem fracoRuimLegalMuito bomExcelente
0 votos, média: 0,00
Loading...

Veja também

Bicarbonato de sódio: o pesadelo da indústria farmacêutica

O sal NaHCO3, mais conhecido como bicarbonato de sódio, para muitas pessoas é difícil acreditar …